Abal revisará projeções do consumo de alumínio para 2014

Volume de produtos pode ser menor do que o
previsto anteriomente

REDAÇÃO AB

A Associação Brasileira do
Alumínio, Abal, revisará para baixo a projeção do consumo de produtos
transformados de alumínio no Brasil para 2014. A conjuntura econômica atual de
desaceleração é o principal fator para a nova expectativa, que deve ser
divulgada no fim deste mês.

Tradicionalmente, a entidade divulga sua primeira previsão em maio, após a
análise dos dados da indústria nacional consolidados com o fim do primeiro
quadrimestre do ano. A revisão acontece após o fim do primeiro semestre, cujos
resultados serão divulgados com a nova projeção.

Em maio deste ano, a entidade projetou que o consumo nacional de produtos
transformados de alumínio chegariam a 1,59 mil toneladas, o que representaria
um crescimento de 5,2% sobre o ano passado, quando o País registrou 1,51 mil
toneladas. Na ocasião, o segmento de embalagens puxava o setor, impulsionado
pelo verão e pelas comemorações ao longo da Copa do Mundo, enquanto o setor da
construção civil se manteria no patamar mínimo esperado pela indústria.

Fonte: Automotive Business