Abeiva prevê futuro promissor no Brasil

Fachada da loja da Ferrari e Maserati em São
Importadores terão apenas 15% da área total do Salão do Automóvel

Da redação

O presidente da Abeiva (Associação dos Importadores de Veículos Automotores), Luiz Gandini, se mostra otimista com o futuro do mercado de automóveis no Brasil. Em breve estrevista, Gandini diz que, apesar dos importadores estarem com apenas 15% da área total do Salão do Automóvel, haverá várias novidades e que o evento será um sucesso.

Sobre o potencial de consumo do modelos importados no país, Gandini diz que, há dez anos, no Brasil, a relação era de um automóvel para cada grupo de 8 brasileiros e nos Estados Unidos 1:2. Hoje, essa relação no Brasil é de 5,5: 1 e o mercado norte-americano se mantém igual. Por essa analogia, considera que o país ainda tem potencial de consumo.

Dentro desse contexto, conclui Gandini, o setor de importação – ao contrário do que imaginam os xenófobos – tem papel preponderante, na medida em que pode e deve contribuir com o engrandecimento do setor automotivo brasileiro.

Fonte: Auto Esporte