Andamos no Sandero Rip Curl e relembramos séries ligadas ao esporte

 Por: Renan RodriguesSéries especiais, geralmente, direcionam um veículo para algum público específico ou servem para ajudar a escoar as vendas de determinado modelo. A primeira situação se encaixa no caso do Renault Sandero Stepway Rip Curl, série limitada a 4.600 unidades. A parceria da fabricante francesa com a marca australiana resultou em um modelo direcionado ao público jovem, que se destaca pelo visual e acabamentos diferenciados.Oferecido com câmbio manual de cinco marchas o Sandero Stepway Rip Curl sai por R$ 57.050 e com a transmissão automatizada de cinco velocidades Easy´R custa R$ 60.120.Por fora, a série Rip Curl se caracteriza pelos retrovisores, rodas e barras no teto na cor cinza inox, além do adesivo com a inscrição “Rip Curl” fixado nas portas, logo abaixo do retrovisores e nas soleiras.Internamente, o destaque vai para os bancos com revestimento exclusivo, inspirado no neoprene material utilizado nas roupas de borracha dos surfista, detalhes em vermelho e logo Rip Curl nos encostos. Os aros das saídas de ar e do velocímetro também são na cor vermelha.De série, o Sandero Stepway Rip Curl traz os obrigatórios airbags frontais e freios com ABS sistema antitravamento; ar-condicionado automático; direção hidráulica; rodas de aço de 16 polegadas; vidros e travas nas quatro portas com acionamento elétrico; faróis de neblina; controlador de cruzeiro; limitador de velocidade; sensor de estacionamento traseiro; retrovisores com regulagem elétrica; computador de bordo; central multimídia Media NAV 1.2 com GPS, câmera de ré e tela sensível ao toque. O conjunto de rodas de liga leve de 16 polegadas é opcional e custa R$ 890. As cores disponíveis para a carroceira são: Branco Neige, Preto Nacré, Prata Étoile e Vemelho Vivo.Equipado com o motor 1.6 de 8v o hatch desenvolve 98 cv de potência quando abastecido com gasolina e 106 cv com etanol, ambos a 5.250 rpm. O torque máximo é de 14,5 kgfm com o combustível fóssil e 15,5 kgfm com o derivado de cana-de-açúcar, os dois aos 2.850 giros.Ao volante a versão Rip Curl mantém a dirigibilidade equilibrada como nas demais configurações da linha Sandero. Como o motor 1.6 8V oferece sua força em baixas rotações, o hatch acaba sendo boa opção no trânsito diário. No entanto, comparado com a versão anterior com motor de 16 V o Sandero parece um pouco mais lento em retomadas e portanto, ficou menos esperto na estrada.Mas a Renault esta longe de ser a única marca a apostar em série
Fonte: UOL Carros / Carsale