Anfavea, com vendas estáveis, libera importações

Jackson Schneider, presidente da Anfavea, calcula que a indústria automobilística repetirá em janeiro os resultados de dezembro – se não houver surpresas de última hora. No último mês de 2008 foram comercializados cerca de 196 mil veículos. Em janeiro do ano passado foram vendidas 215 mil unidades.

Schneider esteve em Brasília conversando com o ministro Guido Mantega sobre a conjuntura no setor automotivo. Ele disse aos jornalistas que o tema do encontro nada teve de específico. Mas certamente esteve em pauta a iniciativa do Ministério da Indústria e Comércio de exigir licença prévia para importação de componentes, o que comprometeria a produção no setor automotivo.

A reunião teve efeitos positivos, levando à suspensão da nova exigência nas importações. No Estadão de hoje o presidente da Abeiva, Jörg Henning Dornbusch, informa que algumas empresas chegaram a pagar multa para liberar lotes de autopeças embarcadas antes da vigência da medida.

O dirigente da Anfavea negou que tivesse pleiteado em Brasília a prorrogação dos incentivos tributários à comercialização de veículos, que terminam no final de março. Para ele, a redução do IPI teve um papel importante para segurar a acentuada quedas nas vendas de veículos registrada em novembro. Schneider espera uma redução significativa dos estoques até o início de fevereiro, o que pode estimular a volta à produção nas fábricas de componentes e nas montadoras.
Fonte: Automotive Business