Apesar do clima tenso, lançamentos dão colorido à mostra

Marcelo Monegato
Enviado a Detroit

Mesmo com o cenário ameaçador da crise, as montadoras se esforçam para fazer brilhar seus lançamentos.

A Mercedes-Benz mostra a nova geração da Classe E. O sedã ganhou uma dianteira mais moderna devido ao novo conjunto óptico e adotou traços que remetem a um cupê de quatro portas. Além do design diferenciado, o Classe E ganhou mais tecnologia – de conforto, conectividade e segurança – e motores de quatro e seis cilindros mais sintonizados com o princípio de menos emissão de poluentes.

A BMW traz para Detroit a nova versão do Z4, que não esconde as características comuns aos conversíveis da marca, mas com um saboroso toque de modernidade. Os faróis com leds exprimem toda a esportividade do modelo. Além dos diversos itens de segurança e tecnologia embarcados, o Z4 oferece desempenho para quem gosta de acelerar com os cabelos ao vento. O modelo é equipado com dois tipos de motores V6, um que gera 204 cv de potência e um bem mais selvagem, de 306 cv. O conversível poderá desembarcar no Brasil ainda em 2009.

A Jaguar, marca britânica de veículos de luxo, aproveitou para lançar a linha “R” (Racing) do XF, modelo mais recente apresentado pela marca, e para mostrar o XKR 2010, modelo Racing do XK. Os veículos são equipados com motores V8 de 5 litros e 510 cv.

MINI
O Salão de Detroit foi o escolhido para fazer o lançamento mundial do Mini Conversível – primeiro modelo sem capota da marca pertencente ao grupo BMW.

O charmoso carrinho, feito para quatro ocupantes e que não dispensa o simpático DNA da família, chega às concessionárias dos Estados Unidos no início de março em duas versões de motor: 1.6 que desenvolve interessantes 118 cv de potência, e uma mais apimentada – 2.0 de 172 cv.

Os preços ainda não foram revelados, mas especula-se que o valor de entrada do carrinho do Mr. Bean fique em torno dos US$ 25 mil nos Estados Unidos.

Fonte: Diário do Grande ABC