Argentina tem mais restrições para autopeças


A ministra da produção na Argentina, Debora Giorgi, confirmou em São Paulo ontem que baterias, embreagens e freios brasileiros terão a entrada no país vizinho ‘burocratizada’.

Na prática, segundo escreve Raquel Landim no Estadão de hoje, as exportações desses produtos estão paralisadas.

Giorgi esclareceu que a medida atinge apenas os componentes destinados ao mercado de reposição. Os suprimentos para montadoras argentinas não serão atingidos.

Antonio Carlos Meduna, que negocia pelo Sindipeças, as licenças de importação para os produtos sob restrição devem demorar no mínimo dois meses e meio.

Giorgi esteve em reunião com o ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge. Os dois discutiram a tensão provocada nas relação entre Brasil e Argentina pela demora na liberação das licenças de importação.
Fonte: Automotive Business