Arteb para em protesto contra 370 demissões

 Empresa de autopeças teria entrado com pedido de recuperação judicial REDAÇÃO ABApós assembleia na tarde de quinta-feira, 18, os trabalhadores da Arteb, em São Bernardo do Campo SP, decidiram paralisar as atividades em protesto contra a demissão de 370 dos 1,4 mil funcionários, ou 26,4% do quadro. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, as demissões foram efetivadas em 11 de janeiro e no dia seguinte a empresa teria ingressado com pedido de recuperação judicial. Ainda de acordo com a entidade, as demissões causaram surpresa e incerteza aos trabalhadores, inclusive em relação ao pagamento das rescisões, o que, segundo José Paulo da Silva Nogueira, diretor executivo do Sindicato, contribuiu para a decisão de parar a fábrica. “Até segunda-feira a Arteb ficará parada, aí faremos nova assembleia para deliberar os próximos passos.” Nogueira recorda que a possibilidade de uso da legislação de recuperação judicial pode deixar o trabalhador sem previsão de quando irá receber a indenização.
Fonte: Automotive Business