As dúvidas do mercado sobre a prorrogação do IPI

A Gazeta Mercantil, em artigo assinado por Wagner Oliveira e Fernando Calmon, avalia a continuidade ou não do desconto do IPI para veículos a partir de abril. Eles entendem que os fabricantes de veículos não tem consenso sobre o assunto – nos bastidores há uma corrente que trabalha pela continuidade da isenção além de 31 de março, outra que defende a retomada gradual da cobrança do imposto, além dos que defendem a volta do tributo no prazo estabelecido pelo governo.

A falta de consenso decorre de dados para uma interpretação segura do atual cenário do mercado. As vendas se recuperaram em razão do aumento da confiança do consumidor ou de uma possível antecipação de compra para aproveitar o desconto, previsto para expirar em abril.

O presidente da Anfavea, Jackson Schneider, tem evitado abordar o assunto, segundo os jornalistas.

Em Genebra Fritz Henderson, diretor financeiro da General Motors, disse ao jornalista Jamil Chade, do Estadão, que o governo brasileiro terá de continuar a dar crédito ao consumidor e facilidades se não quiser ver a crise atingir em cheio o setor automotivo nacional nos próximos meses.
Fonte: Automotive Business