Audi descarta produzir versão elétrica do A1

Audi A1 e-tron
por ALBERTO POLO JÚNIOR

Mostrado em março na última edição do Salão de Genebra (Suíça), o Audi A1 e-tron, versão elétrica do novo compacto da montadora alemã, não será produzido em série. Quem afirma é Rupert Stadler, presidente do conselho administrativo da empresa.

De acordo com o executivo, as versões do A1 com sistema Start&Stop – que desliga e religa o motor em paradas mais longas – e freios regenerativos já são suficientemente econômicas e poucos poluentes. Além disso, a plataforma utilizada no compacto não comportaria os componentes necessários para a propulsão elétrica.

O Audi A1 e-tron foi exibido com um motor elétrico de 102 cv (cavalos) de potência e 24,5 kgfm de torque máximo. Junto a ele, trabalha um motor a gasolina rotativo Wankel, de 254 cm³ e 20 cv, responsável por gerar energia para as baterias de íons de lítio quando a carga destas fica reduzida.

O A1 e-tron acelera de 0 a 100 km/h em 10,3 segundos e chega a 130 km/h de velocidade máxima. As baterias têm autonomia de 50 km em uso urbano, que pode chegar a 250 km com o auxílio do motor a combustão. Para recarregá-las, bastam três horas de conexão com a rede elétrica.

Fonte: Interpress Motor