Brasil cai para a sétima posição em ranking global

 País registra o segundo pior desempenho em 2015, segundo JatoREDAÇÃO ABEm 2015 o Brasil caiu três posições no ranking dos maiores mercados globais de veículos leves, perdendo a quarta colocação que mantinha desde 2008 e descendo para a sétima posição, de acordo com dados consolidados da consultoria Jato-Dynamics divulgados na quarta-feira, 24. O País foi ultrapassado no ano passado pela Alemanha, que subiu do quinto para o quarto lugar, seguida pela Índia, de sexto para quinto, e pelo Reino Unido, de sétimo para sexto. Com o emplacamento de 2.476.981 automóveis e comerciais leves e queda de 25,59% em relação às 3.328.981 unidades de 2014, o País encerrou 2015 com o segundo pior desempenho no ranking dos 20 maiores mercados internos do mundo. Só perdeu para a Rússia, que amargou retração de 35,68%, passando de 2.491.721 emplacamentos em 2014 para 1.602.771 no ano passado, descendo quatro posições no ranking global, da 8ª para a 12ª colocação. Não houve mudanças no topo do ranking, que continua dominado por China na primeira colocação e alta de 6,44% nas vendas de 2015, seguida por Estados Unidos com crescimento de 5,75% e Japão, que mesmo diante da queda de 9,46% nos emplacamentos conseguiu manter o terceiro lugar entre os maiores mercados globais. Com o pior desempenho do ano, a Rússia também cedeu terreno e ascenderam no ranking França de 9º para 8º lugar, Canadá de 10º para 9º, Coreia do Sul 11º para 10º e Itália 12º para 11º. Entre os 14 países com vendas acima de 1 milhão de unidades em 2015, o melhor desempenho foi da Espanha, onde as vendas cresceram 21,9%, para 1,18 milhão, seguida pela Itália, com 1,7 milhão de emplacamentos, que representaram expansão de 15,4%. FABRICANTES Mesmo com quedas nas suas vendas, os grupos Volkswagen, Toyota e General Motors sustentaram suas posições nas três primeiras colocações do ranking dos 10 maiores fabricantes de veículos do mundo. Além dos três, o grupo Fiat Chrysler Automobiles FCA, na oitava colocação, também registrou declínio, todos os outros seis que integram a lista apresentaram crescimento, incluindo Hyundai 4º, Ford 5º, Honda 6º, Nissan 7º, PSA Peugeot Citroën 9º e Renault 10º. Tags:
Fonte: Automotive Business