Brasil consolida 4ª posição no ranking mundial de vendas de veículos

DE SÃO PAULO

O Brasil consolida a quarta posição na venda mundial de veículos ao chegar nessa colocação no acumulado de janeiro a outubro deste ano, à frente da Alemanha, que encerrou 2009 nesse patamar no ranking, segundo levantamento da Jato Dynamics do Brasil, empresa especializada em informações do mercado automotivo, divulgado nesta quinta-feira.

A China continua líder, com crescimento de 38% na comparação com o mesmo período em 2009, ultrapassando a marca de 10 milhões de unidades.

Em seguida aparecem os Estados Unidos, com aumento de 10,7% nesse confronto, e o Japão, com alta de 6,3%. Os dados chineses incluem apenas veículos de passeio, enquanto, nos demais países, os números englobam automóveis e comerciais leves

O Brasil manteve o quarto lugar com aumento de 6,5% nas vendas de veículos, enquanto a Alemanha registrou queda de 25,4% nos licenciamentos no período, permanecendo na quinta posição.

O resultado de todo o ano de 2009 (3,14 milhões), levando em conta também emplacamentos de ônibus e caminhões, deve ter sido ultrapassado ontem no Brasil, já que era preciso emplacar menos de 8.000 unidades para a indústria automobilística bater um novo recorde anual. Em novembro, que teve 20 dias úteis, foram vendidos, na média, mais de 16 mil veículos por dia.

Nos demais países integrantes do Bric, Rússia e Índia continuam crescendo no confronto entre os dez primeiros meses do ano, com altas de 22,5% e 35,8%, respectivamente.

“Comprovadamente fecharemos o ano demonstrando a força dos Brics nos dez primeiros mercados do mundo. O Canadá bem que tentou, mas não vai conseguir tirar a Rússia dessa lista. O Brasil aumenta a distância em relação a Alemanha. Com certeza, 2011 será um ano de muita disputa e foco para cada país manter a posição alcançada”, afirma Luiz Carlos Augusto, diretor superintendente da Jato Dynamics do Brasil.

Na análise por marca, a Toyota manteve a liderança em vendas no acumulado de janeiro e outubro, seguida por Volkswagen, Ford e General Motors. Entre as dez maiores marcas, o destaque na expansão ficou com a Kia (25%).

Fonte: Folha Online