Brasil está entre países de maior crescimento

Com 2,92 milhões e 2,67 milhões de unidades emplacadas, Rússia e Brasil, respectivamente, obtiveram as maiores taxas de crescimento na comercialização de veículos automotores em 2008. Ambos os países conseguiram crescer 14,2% em relação ao ano de 2007, quando emplacaram 2,56 milhões e 2,33 milhões, respectivamente. A China, com 6.49 milhões de unidades comercializadas, obteve aumento de 6,9% ante os 6,07 milhões de 2007. E a Índia, com 1,66 milhão, também alcançou taxa positiva de 0,8% em relação ao ano anterior, quando anotou 1,65 milhão de veículos. Com essas vendas internas, no ranking dos 10 mercados mais importantes do mundo, a China encontra-se na 2ª posição; a Rússia, na 5ª; o Brasil, em 6º lugar e a Índia, em 10ª posição. Entre os países que amargam resultados negativos, os Estados Unidos encabeçam a lista. Com 13,22 milhões de unidades emplacadas no mercado interno, a queda registrada foi de 18%. Em 2007, os norte-americanos absorveram 16,12 milhões de unidades. A segunda maior queda foi anotada na Itália: 13%. Em 2008 foram emplacados no mercado italiano 2,38 milhões de veículos contra 2,73 milhões no ano anterior. Na Grã-Bretanha, a redução nas vendas internas significou 11,7% (2,42 milhões contra 2,74 milhões de unidades). No Japão, o 3º maior mercado interno do mundo, a queda foi de 5,2% (5,06 milhões contra 5,33 milhões em 2007). Na Alemanha, 4º maior mercado interno, o recuo foi de 1,7% (3,31 milhões x 3,37 milhões). E, finalmente, na França, de 0,6% (2,51 milhões ante as 2,52 milhões de unidades em 2007).

Fonte: AutoZ News