Brasil prepara incentivos para enfim popularizar “carro verde”

 Eugênio Augusto BritoLeonardo Felix
Uma reunião realizada na última quinta-feira 22 pelo Comitê Executivo de Gestão da Camex Câmara de Comércio Exterior, órgão subordinado ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, terminou com aprovação de proposta que determina redução Imposto de Importação II sobre veículos elétricos, híbridos de recarga externa e movidos a célula de combustível.
A informação foi publicada pela Folha de S. Paulo na última quinta e confirmada por UOL Carros junto a fontes do MDIC e da Anfavea associação das fabricantes. A expectativa é que o ministério divulgue detalhes da resolução, que faz parte do Inovar-Auto, no Diário Oficial da União entre esta segunda 26 e terça-feira 27.
Com a medida, o setor espera, já em 2015, aquecer as vendas de “carros verdes” no país e alcançar, pela primeira vez, volume de vendas acima de 1.000 unidades/ano. Para 2016, é quase certo que a meta será atingida. Em 2014, o número alcançado ficou abaixo de 800.
Os veículos de matriz alternativa já comercializados por aqui no varejo são: Fusion Hybrid, Toyota Prius, Lexus CT200h e Outlander PHEV híbridos; e BMW i3 único elétrico da lista. O grupo Renault-Nissan tem exemplares de veículos como Leaf, Zoe e Twizy rodando no país, porém em projetos isolados  feitos com frotistas e órgãos governamentais. 
 
Fonte: UOL Carros