BRIC triplicará participação na venda de veículos


Estudo da consultoria The Boston Consulting Group, apresentado pela jornalista Marli Olmos no jornal Valor, indica que até 2014 a participação do BRIC nas vendas de veículos vai triplicar. No entanto, montadoras e fornecedores de autopeças têm ainda muito para organizar dentro do grupo composto por Brasil, Rússia, Índia e China, segundo a análise, já que poucas empresas têm estruturas industriais fortes em todos os países do bloco. Outro grande desafio será lidar com as diferenças de preferência dos consumidores, o que impede a criação de um carro Bric.

A soma das vendas no Brasil, Rússia, Índia e China aumentou de 15 milhões para 19 milhões entre 2007 e 2009, período em que o mercado mundial encolheu de 70 milhões para 62 milhões de unidades. Para 2014, quando o mercado global poderá crescer para algo entre 78 milhões e 87 milhões de veículos, a parte dos Bric já estará em 23 milhões a 27 milhões, dependendo da conjuntura. Isso indica que a fatia do bloco saltará de pouco mais de 10% para quase 30%.

“Os Bric serão o motor do crescimento da indústria automobilística, liderada por China, seguida pelo Brasil”, disse Nikolaus Lang, sócio do BCG em Munique e coautor do estudo. Para ele, que analisa o setor automotivo com ênfase nas regiões emergentes há 15 anos, falta à maior parte das empresas homogeneizar presença em todo o bloco. “Apenas quatro têm uma presença realmente forte nos quatro países: Volkswagen, General Motors, Bosch e Delphi.

Fonte: Automotive Business