Captiva recebe boas mudanças na linha 2011


Utilitário esportivo fica mais potente e equipado sem alteração de preço

Da redação

Chevrolet Captiva 2011: novas cores, rodas cromadas da linha 2008 e câmera que ajuda a manobrar ao engatar a marcha à ré
A GM adota uma série de mudanças na linha 2011 do utilitário esportivo Captiva. A principal delas fica por conta do novo motor V6 3.0 da versão topo de linha, equipado com injeção direta da gasolina e 268 cavalos (7 cv a mais que o substituído V6 3.6) e 30,6 kgfm de torque a 5.100 rpm, ante 32,9 a 2.100 rpm. Além disso, esta versão mais cara passa a ter câmera acionada ao engatar a marcha à ré e função Eco Mode no câmbio automático de seis marchas para fazer trocas priorizando economia de combustível. Não houve mudança nos preços. Com tração 4×2, o Captiva V6 custa R$ 96.774 e R$ 100.774 se for 4×4.

Interior com revestimento preto e instrumentos com iluminação azul no lugar da laranjaNo caso da versão Ecotec 2.4, a principal novidade é o câmbio automático, que passou de quatro para seis marchas. Agora mais potente, o quatro cilindros também recebeu injeção direta e passou a render 185 cavalos, ante 171 cv anteriormente e 23,8 kgfm a 4.900 rpm de torque, apenas 1,6 kgfm a mais que o do modelo 2010. Segundo a GM, o consumo melhorou: 9,3 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada, ante 8,7 km/l e 12,8 km/l, respectivamente, em relação à versão 2010.

Na parte mecânica, outro destaque é o freio de estacionamento eletrônico em todas as versões, abrindo espaço para um novo porta-objetos. E o visual é quase o mesmo, exceto pelo revestimento mais escuro do interior, pela iluminação azul dos instrumentos e pelas rodas que voltaram a ser a da linha 2008 (mais bem aceitas que as atuais, segundo pesquisas com clientes).

Fonte: Auto Esporte