Carros que deverão ser substituídos no ano que vem

    Toyota Corolla

    Nos Estados Unidos, o movimento já começou. Como é tradição por lá, boa parte dos mais recentes lançamentos já estão sendo anunciados como linha 2020. No Brasil, nenhum automóvel ainda virou o hodômetro para 2020, mas isso não vai demorar para acontecer, e alguns modelos serão substituídos em breve.

    INSCREVA-SE NO CANAL DO JORNAL DO CARRO NO YOUTUBE

    E, mais do que um simples número do documento, o mercado irá receber lançamentos importantes, que farão modelos atuais parecerem ultrapassados rapidamente.

    Um dos veículos mais aguardados dessa safra que se aproxima é o Toyota Corolla. Além do visual radical, o sedã médio líder de vendas no Brasil deverá estrear nova plataforma (TNGA, a mesma do Prius), e virá com propulsão híbrida.

    Não é só o Corolla que está prestes a mudar. Além dele, há outros substitutos prontos para assumirem o lugar dos veteranos.

    Chevrolet deverá ter grande renovação

    Praticamente toda a linha da Chevrolet está na lista da suspeição. Recentemente, a empresa divulgou que fará 11 lançamentos no ano que vem. Isso coloca a gama atual da montadora na marca do pênalti.

    Tudo bem que a conta da montadora norte-americana é marota. Ela contabiliza o Camaro em dobro, como se o cupê e o conversível fossem produtos distintos. Mas é de se supor que está chegando a hora de uma renovação profunda nos modelos da marca.

    A picape Montana deverá ser uma das vítimas. O modelo ainda preserva o visual dianteiro do finado Agile, e a base do também falecido Celta. O resultado é que, em vendas, ela está muito distante das rivais Fiat Strada e Volkswagen Saveiro.

    Mas não são apenas carros de baixas vendas que devem sair de cena ou mudar completamente na Chevrolet. Até mesmo o modelo mais vendido do Brasil, Onix, está no fim de ciclo de sua primeira geração. O hatch foi lançado em 2012, e deverá chegar à linha 2020 totalmente mudado. Isso inclui não só ele, mas todos os membros da família. Ele divide a plataforma com os sedãs Prisma e Cobalt, com o monovolume Spin e até com o SUV Tracker.

    Outro modelo que, apesar de bem vendido, já está prestes a mudar de geração é o Hyundai HB20. O hatch desenvolvido especialmente para o Brasil (e o primeiro modelo a sair da fábrica de Piracicaba, no interior de São Paulo) foi lançado em 2012. Assim, é outro que deve chegar à linha 2020 de corpo e alma novos. A propósito, o protótipo Saga, apresentado no Salão de São Paulo, em novembro, antecipa linhas de como ele deverá ficar.

    Veja mais: Os 20 carros mais vendidos de novembro de 2018