Citroën lança a linha Jumper 2010


A Citroën atualizou e ampliou a linha Jumper, que conta agora com um furgão. A montadora destaca o design, investimento em segurança e novo motor que promete reduzir em até 10% o consumo de combustível.

Entre as mudanças está a ausência do eixo cardan, que permitiu piso mais baixo. Alterações na tração dianteira para maior dirigibilidade também fazem parte das mudanças. A porta lateral de 1.265 mm é a maior da categoria e a suspensão dianteira é do tipo McPherson, com braços triangulares inferiores, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos.

A traseira conta com eixo rígido, molas longitudinais e amortecedores hidráulicos, que garantem conforto e segurança tanto em longos percursos quanto no trânsito urbano.

Os faróis do veículo apresentam regulagem de altura e permitem direcionar o facho de acordo com o peso transportado. Para reduzir o esforço do motorista a alavanca de câmbio foi instalada no painel. Freios a disco na dianteira e na traseira foram acrescidos para proporcionar maior segurança.

A companhia também investiu no sistema antifurto. Os modelos ganharam chave desmodrômica com código de comunicação com o sistema variável a cada arranque (rolling code).

Motor eletrônico

A nova linha está equipada com motor da FPT de 2,3 litros turbodiesel intercooler, com torque de 30,7 kgfm a 1.800 rpm, potência de 127 cv a 3.600 rpm, e baixa emissão de resíduos. Apesar da cilindrada mais baixa que o anterior, o motor promete o mesmo desempenho com menor consumo.

A versão furgão apresenta carroceria com teto alto, 1.620 kg de capacidade de carga e 10 m³ de capacidade volumétrica. O preço parte de R$ 74.990. Com 5.099 mm de comprimento, 1.998 mm de largura e 2.450 mm de altura, o modelo é classificado na categoria de veículos urbanos de carga e tem livre circulação nas cidades.

Destinado ao transporte de passageiros, o Jumper Minibus acomoda até 16 pessoas e chega ao mercado com preço a partir de R$ 81.820.

Fonte: Automotive Business