Com 10 milhões vendidos, Clio chega aos 20 anos


por ALBERTO POLO JÚNIOR

A Renault comemora 20 anos do modelo Clio. Lançado em 1990 para suceder o Supercinco, o Clio evoluía em termos de espaço e qualidade de construção. Com isso, foi eleito Carro do Ano da Europa em 1991 e foi ganhando outros mercados, como a América do Sul e África do Sul. Por aqui chegou em 1996, importado da Argentina.

As três gerações acumulam mais de 10 milhões de unidades

A segunda geração foi lançada em 1998 e escolhida para dividir a nova fábrica da Renault, em São José dos Pinhais (PR), com a minivan Scénic. O novo Clio crescia no tamanho e mantinha a mesma personalidade do anterior, além de receber uma inédita versão sedã em mercados emergentes. Esta foi profundamente reestilizada e ganhou o nome Symbol, em 2008.

Em 2003 essa geração passou pela primeira reestilização e ganhou dianteira de traços mais contundentes, além de ligeiros retoques nas lanternas traseiras e no interior. Quatro anos depois, mudaram os para-choques e o traseiro passou a abrigar a placa. Esta geração continua em linha, mesmo com o lançamento da terceira, em 2005.

O Clio III continuou ampliando a família. Além do hatchback, foi lançada, no mercado europeu, a versão perua Grand Tour. A plataforma também foi emprestada a minivan compacta Modus. A quarta geração deve chegar ao mercado em 2012. Nestes 20 anos o Clio já teve mais de 10 milhões de unidades vendidas.

Fonte: Interpress Motor