Com prejuizo, Mitsubishi traça novas estratégias

A Mitsubishi Motors projeta um prejuízo de US$ 645 milhões no ano fiscal que termina em 31 de março, depois de enfrentar quedas das vendas em mercados globais e o fortalecimento do yen, que diminui os ganhos no Exterior. O presidente Osamu Masuko disse em entrevista durante a apresentação dos resultados que a companhia pretende voltar ao lucro no próximo exercício, mas descartou alianças com suas rivais.

Masuko afirmou que pretende tudo que for possível para que a companhia volte a ser lucrativa. Ele aposta que o preço de matérias-primas vai declinar rapidamente. Disse também que economizará dinheiro com a saída da marca do rali Dakar, demonstrou preocupação com a deterioração do mercado automotivo russo, um dos pilares na estratégia de crescimento da Mitsubishi, e anunciou que não pretende fechar fábricas.

O executivo revelou que a Mitsubishi Motors pretende voltar a atenção mais para carros verdes, como o i-MiEV elétrico, e trabalhar no desenvolvimento de um carro compacto global que utilizará nova plataforma. Grandes veículos sairão do foco, à medida que a demanda cair.

Fonte: Automotive Business