Como anda o esportivo Koup que chega no mês que vem


Cupê da Kia ficará na faixa dos R$ 80 mil com motor 2.0 de 156 cavalos

Daniel Messeder//Fotos: Marcos Camargo

Visual esportivo é um dos pontos fortes do Koup que chega ao Brasil no mês que vem.
A carroceria duas portas faz belo par com as lanternas traseiras estreitas e a tomada de ar de maior calibre na frente. A suspensão mais firme combina com as rodas aro 17. Na cabine, as borboletas no volante e os detalhes em vermelho até na borda dos alto-falantes não deixam dúvidas: estamos num esportivo. Ao ligar o motor, no entanto, o som discreto que emana da dupla saída de escape destoa do conjunto. O Koup anda bem, mas não é carro para quem está pensando num Civic Si.

A intenção da Kia é oferecer uma opção ao Si, mais pelo design que pela performance. O formato de cupê (que o Civic não tem por aqui) é um belo diferencial, mas a soma de motor 2.0 16V – 156 cv e 19,8 kgfm – com câmbio automático de seis marchas não é igual ao desempenho que o visual sugere.

O motor demora a subir de giro e, como rende melhor em rotações elevadas, fica a certeza de que uma versão manual de seis marchas seria melhor do que ter as estilosas borboletas para as trocas sequenciais desse modelo automático. A Kia não divulga dados de desempenho, mas certamente os 100 km/h não surgem antes dos 10 segundos. Uma boa marca para o Cerato sedã 2.0, mas aquém da desejada para um esportivo – quem sabe na versão 2.4?

Desempenho do motor 2.0 de 156 cavalos agrada. Câmbio automático tem hastes atrás do volante para facilitar as trocas
Não que o Koup não seja divertido. Depois de embalado, o cupê tem boa disposição nas ultrapassagens, e a troca pelas borboletas deixa as reduções mais lúdicas. A suspensão enrijecida, em conjunto com as rodas aro 17 e pneus 215/45, faz o carro oscilar menos nas curvas e desvios rápidos, em relação ao sedã.

A direção poderia ser um pouco mais pesada para acompanhar, mas não desaponta. Na verdade, após algum tempo dirigindo o Koup, você percebe que ele é um carro de estilo arrojado e bom desempenho, mas sem a intenção de arrepiar os entusiastas. O cupê é confortável (mais macio que o Si) e o espaço agrada mesmo no banco de trás.

Uma vantagem em relação ao Civic será o preço. Enquanto o modelo da Honda custa R$ 103.650 (e nunca conseguiu vendas expressivas), esse Cerato deverá ficar na faixa dos R$ 80 mil. Se está longe de ter a pegada do Si, o Koup pelo menos ficará mais perto do bolso.

Interior segue o padrão dos novos modelos da marca coreana. Detalhes com filetes vermelhos estão entre as diferenças deste esportivo
Fonte: Auto Esporte