Congresso americano aprova ajuda a companhias automobilísticas

da Efe, em Washington

O Senado dos Estados Unidos aprovou neste sábado um programa que permitirá ao setor automotivo obter empréstimos no valor de US$ 25 bilhões, como parte de um pacote de despesa que também dá um orçamento recorde ao Pentágono.

A Câmara Alta ratificou o projeto de lei, já aprovado pela Câmara de Representantes, e por isso irá diretamente ao escritório do presidente George W. Bush, que já antecipou que sancionará.

A proposta legislativa prevê que o Governo dê US$ 7,5 bilhões a aprovar empréstimos privados no valor de US$ 25 bilhões sob interesse para os fabricantes de automóveis General Motors, Ford e Chrysler.

Os chamados “Três Grandes de Detroit” estão envoltos em uma reestruturação sem precedentes, com a eliminação de milhares de postos de trabalho e o fechamento de fábricas, em uma tentativa de dar resposta à crise que assola as montadoras.

As companhias pretendem usar o dinheiro para desenvolver novas tecnologias que reduzam o consumo de seus automóveis e para produzir veículos elétricos ou híbridos.

A ajuda aos fabricantes de automóveis está incluída em um pacote orçamentário no valor de mais de US$ 630 bilhões que permitirá o funcionamento normal das agências públicas até março.

Fonte: Folha Online