Corsa anda baixo diariamente com rodas originais de Honda CR-V

 Texto e foto Leonardo FigueiraO analista de negócios, Rodrigo de Freitas sempre foi fissurado por carro baixo. E, em sem seus sonhos, sempre apareceu um Corsa para mexer. “Todo mundo pira em VW, mas o Corsa pra mim é um carro bonito e não vejo muitos modelos fuçados”, explica. Em busca do carro perfeito, o cara foi até o Feirão do Anhenbi, em São Paulo. “Achei um com quilometragem baixa, impecável, carro de tiozinho. Antes mesmo do ex-proprietário colocar a placa de venda no carro, fechei o negócio”, relembra Rodrigo. A primeira alteração que ele fez com o Corsa foi colocar as rodas aro 17” da Montana Sport. Depois, instalou um som simples e abaixou a caranga usando molas esportivas. Após legalizar a viatura, Rodrigo começou a investir na mecânica do Corsa. “Instalei um coletor 4×1, intake de admissão de ar com filtro K&N e o escape direto, sem nenhum abafador. Ficou com um ronco bem mais agressivo”, conta.Depois de muito tempo rodando desse jeito, Rodrigo resolveu andar mais baixo. Para fazer o trampo, ele recorreu a Macar Suspensões, loja da Zona Sul de São Paulo. Lá, os caras retrabalharam os amortecedores e colocaram molas novas para deixar a nave mais baixa.O próximo investimento foi no som, totalmente reformulado. Na central entrou um 2 din da Pioneer para tocar os dois subwoofers. Falantes e o kit 2 vias agora são da JL Audio. “O som toca com muito grave e qualidade”, comemora Rodrigo. A caixa de som ocupa todo o espaço do porta-malas, mas isso não é problema para o proprietário. “Uso o carro todo dia e, quando viajo nos fins de semana, só vou com a minha namorada. Então a bagagem cabe toda no banco de trás”, diz Rodrigo.Depois de um tempo, já enjoado com o visual das rodas de Montana, ele começou a busca de um novo modelo. Em uma visita a uma loja de rodas perto de sua casa, o cara achou as inusitadas rodas originais de 17” do Honda CR-V. O visual agradou bastante e o único problema foi a furação. “Deu o maior trabalho para fazer os adaptadores. Na prática, foram 15 dias de trabalho para que entrasse no lugar”, conta Rodrigo, que comemora. “O mais legal é que nunca vi nenhum carro montado com elas”. Os pneus são na medida 165/40.“Assim que o carro ficou pronto com as novas rodas, fui em um encontro com alguns amigos e ninguém conseguia identificar o modelo das rodas. Quando disse que eram de Honda, ninguém acreditou”, brinca Rodrigo. Esse Corsa é um exemplo que, para ter um carro bonito, não é necessário seguir uma receita pronta. Basta usar criatividade e bom gosto na hora de equipar.
Fonte: UOL Carros/FullPower