Crédito para financiamento sobe 10,1%


Taxa de juros têm queda considerável, e planos máximos sobem para 80 meses

da Redação

O crédito para a aquisição de veículos por pessoas físicas via CDC (Crédito Direto ao Consumidor) e leasing atingiram R$ 155,2 bilhões em outubro, um número 10,1% superior ao do mesmo período do ano passado, quando foram registrados R$ 140,9 bilhões. O número foi aferido pela Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras).

Em separado, a carteira de CDC saltou de R$ 85,2 bilhões em outubro de 2008 para R$ 90,3 bilhões em outubro de 2009. Já a carteira de Leasing cresceu, no mesmo período, 16,4%, saindo de R$ 55,7 bilhões para R$ 64,9 bilhões.

Em comparação com outubro de 2008, a taxa média de juros praticada pelas empresas associadas à Anef apresentou uma considerável queda. Em outubro deste ano, a média ficou em 1,45% ao mês e 18,86% ao ano. No mesmo mês do ano passado, as taxas fecharam em 1,86% ao mês e 24,75% ao ano.

Em relação aos planos máximos oferecidos pelas financeiras para financiamento de veículos, em outubro deste ano, ficaram em 80 meses, enquanto no mesmo período do ano passado estavam em 60 meses. Já os planos médios pouco mudaram, fechando, em outubro deste ano, em 42 meses, contra 40 meses no mesmo mês do ano passado.

“O desempenho do setor vem retornando aos patamares anteriores ao período pré-crise e, dessa forma, estamos conseguindo atingir as metas pré-estabelecidas. Incentivos do governo, como a redução do IPI, foram importantes propulsores para a retomada da economia”, afirma Luiz Montenegro, presidente da Anef.

“Outro fator importante nesse contexto é o retorno da confiança do consumidor para a aquisição de veículos financiados.” Para o executivo, 2009 deve encerrar com saldo de crédito para financiamento em um volume entre 10% e 15% superior ao registrado no ano passado.

Fonte: Interpress Motor