Europeus rejeitam Ford Ka, mesmo sendo melhor que o brasileiro

Ford Ka+ sairá de linha da Europa ainda neste ano  (Foto: Ford)

O Ford Ka brasileiro é bem mais pelado que o europeu. Só que isso está prestes a mudar, e não porque nosso carro ficará melhor: na verdade, o hatch não será mais vendido no Velho Continente.

Segundo a revista L’Automobile, a aposentadoria do Ka está prevista para setembro. Com isso, o modelo continuará à venda na América Latina e na Índia (que hoje exporta para a Europa).

Além das baixas vendas, o modelo tem alta emissão de poluentes  (Foto: Ford)

Com 51.057 emplacamentos em 2018, o Ka+ – como é chamado por lá – ficou muito abaixo de rivais como Dacia Sandero (216.306 unidades) e Skoda Fabia (172.511) em números de venda.

De acordo com os franceses, há outro motivo que pesa contra o hatch da Ford: com motores a gasolina antigos – para os padrões europeu –, o modelo tem emissão de poluentes muito alta.

Versão europeia, feita na Índia, é mais equipada que o modelo brasileiro  (Foto: Ford)

E, apesar de mais caro, o Fiesta vendeu 270.738 unidades no ano passado. Com esse resultado, o modelo, que está uma geração à frente do nosso, foi o quarto mais vendido do continente.

Para efeito de comparação, enquanto o Ka+ Trend custa 9.990 euros (cerca de R$ 43.700) na Alemanha, o Fiesta parte de R$ 48.038 e chega aos R$ 99.400, ambos em conversão direta.