Preto, cinza e branco se mantêm como cores preferidas para carros em 2018

cores

Os motoristas ainda preferem ter carros com cores conservadoras. Isso é o que aponta o estudo sobre popularidade de cores automotivas de 2018 da fornecedora de tintas norte-americana PPG. Quase 40% dos carros produzidos neste ano eram da cor branca, seguidos pela preta, que abrange 17%, e cinza, com 12%.

A preferência das cores muda um pouco conforme a região do mundo. Na América do Norte, o verde tem algum apelo, assim como o azul na Europa e os tons de bege na Ásia.

Na América do Sul, a branca mantém a tendência global, com 38%. Logo depois, vêm a cor preta e cinza, com 10% cada. Os carros vermelhos tem 8%.

Na América do Norte, os carros brancos também lideram, mas com menos força. Eles representaram 26% da fabricação. Foram seguidos pelos carros pretos (19%), cinza (18%), prata (13%) e vermelho (11%).

Apesar dos clássicos branco, cinza, prata e preto continuarem a dominar, aproximadamente 2% das SUVs da América do Norte são verdes. A cor teve uma forte presença no Salão Automóvel Internacional Norte Americano de 2018. Teve aplicações em destaque no Mercedes G-Class e no icônico Ford Mustang Bullitt.

De acordo com a Gerente Global de Estilo de Cor para Revestimentos Automotivos da PPG, Jane Harrington, isso reflete a popularização do verde no design.

“Enquanto o verde representa uma pequena porcentagem das atuais preferências globais de cores para 2018, as tendências futuras na indústria automotiva estão refletindo a popularidade do verde na decoração de interiores e nas cores das paredes, móveis, eletrônicos de consumo”.

Outras preferências

Os carros azuis têm um pouco mais de força na Europa. Apesar de a liderança ser dos carros brancos (32%), cinzas (19%) e pretos (18%), a cor azul é mais forte lá do que em outros continentes. O azul fica em quarto lugar, com 10%, trocando de posição com a cor prata, que neste ficou em quinto lugar, com 8%.

Na Ásia, o destaque está para os tons classificados como naturais, que incluem ouro, bege, laranja e tons de marrom. Pouco comuns no Brasil, eles estão em terceiro lugar nos países asiáticos. Nos dois primeiros lugares, mantêm-se as clássicas cores brancas, com 47%, e preta, com 16%.