PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance

Ela nunca foi vendida no Brasil, mas seu nome tem um peso maior do que muitas marcas que estão há bastante tempo por aqui. O motivo é a longa história de produtos compartilhados e vendidos no país desde a década de 70, mas sua fama mesmo só ganhou força nos anos 90.

Estamos falando da Opel, a marca alemã que passou quase toda sua história ligada à General Motors e que há pouco menos de dois anos, passou para as mãos do grupo francês PSA, junto com a inglesa Vauxhall, seu braço britânico. Por aqui, vimos os carros do fabricante germânico sob o emblema da Chevrolet, sendo que alguns eram realmente “made in Opel”.

A boa fama dos carros da Opel perdura até hoje entre os consumidores brasileiros e agora, sem a GM, a marca alemã pode ter uma chance de realmente trazer seu relâmpago dourado para cá. A PSA diz oficialmente que não há planos de traze-la para cá, mas não nega que a nova estrutura que está sendo planejada para a região, tem espaço para mais marcas.

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance

Recentemente, as redes Peugeot e Citroën foram drasticamente reduzidas. A PSA iniciou um processo de unificação quase geral das duas marcas no país, o que incluiu revendas numa mesma área e corte em vários concessionários, que não estavam atendendo no padrão exigido pela empresa.

No entanto, o plano da PSA mudou novamente e agora será a integração total das duas redes numa só, onde as lojas terão o mesmo espaço físico, mas com show room separado. Na parte de pós-venda, a oficina é unificada. Nesse projeto, a empresa deu o ponta-pé com duas lojas Peugeot-Citroën no Rio e em Maceió.

O projeto é ter uma rede com 245 lojas ainda este ano e 364 daqui a quatro anos. A PSA quer elevar seu market share dos atuais 2,9% para 5% no Brasil, nesse período. A chave estaria no compartilhamento de estruturas da rede e com foco no pós-venda, buscando um atendimento diferenciado para reverter a imagem ruim que as duas marcas acabaram tendo por aqui.

PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance

O plano iniciado na Peugeot parece ter dado resultado, pois em pesquisa de satisfação, a marca francesa aparece ao lado da Honda, ambas na segunda posição, perdendo apenas para a Hyundai. As duas são seguidas por Chevrolet e Toyota, nesse levantamento. A Citroën, porém, está em décimo.

De volta à Opel, a PSA entende que a estrutura com diversas marcas, para atender vários perfis de clientes, tem dado resultado na Europa e em outros lugares, reconhecendo que é necessário atender ao que o consumidor pede.

Então, quem sabe o mesmo não acontece por aqui? Na Argentina, a marca premium DS já está retornando, independente da Citroën. O que você acha, o mercado brasileiro precisa da Opel?

[Fonte: UOL]

© Noticias Automotivas. A notícia PSA: Com plano de dobrar de tamanho no Brasil, Opel teria chance é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.