Demissões acima do normal em Betim

A cidade de Betim, MG, começou a sentir os reflexos da crise financeira. A terra da Fiat viu em outubro e novembro o número de homologações de funcionários demitidos ficar acima da média registrada nos mesmos meses dos anos anteriores, de acordo com o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, Marcelino da Rocha.

Os números de novembro ainda não foram fechados, mas a prévia até o dia 25 mostra pelo menos 907 demissões desde o início de outubro. Em 2006 o mesmo período teve 417 pessoas demitidas e em 2007 registrou 491 homologações. “Pode ser ainda maior, pois as homologações só são realizadas com funcionários que já possuem um ano de casa”.

A redução da força de trabalho não foi apenas na Fiat, envolve principalmente os seus fornecedores. Segundo Rocha, as maiores demissões ocorreram na Aethra, que transferiu parte de uma linha de produção para o Paraná.

Da Fiat, oficialmente, por enquanto não houve a efetivação de 350 funcionários com contrato de experiência, além das férias coletivas. Mas Rocha diz que na semana que vem se reunirá com a diretoria da empresa para uma conversa em que, acredita, sairão novidades sobre o assunto.
(André Barros)

Fonte: Boletim Autodata