Dirigir na chuva – dicas

carro-dicas-chuva-1 Dirigir na chuva - dicas

É fato que trafegar com o seu veículo em dias de chuva não é a mesma coisa que dirigir em situações normais. Neste caso, o motorista deve conduzir o seu automóvel com atenção redobrada, utilizando os equipamentos necessários, mantendo uma distância segura em relação ao veículo da frente e até mesmo conservar os pneus para evitar a aquaplanagem.

Entretanto, parece que muitos condutores não têm conhecimento dessas necessidades, já que em períodos de chuva o número de acidentes costuma aumentar cerca de 30%, segundo dados do Detran. Logo, separamos algumas dicas para dirigir em dias de chuva. Confira:

Mantenha os pneus em bom estado

Os pneus é um dos tipos de itens mais importantes do seu veículo que você deve manter sempre em boas condições. No caso de dias de chuva, um pneu careca, por exemplo, pode agravar ainda mais as circunstâncias e comprometer a segurança do motorista e dos demais ocupantes do automóvel. É importante você trafegar sempre com os pneus com pressão adequada (caso eles estejam com a pressão inferior a 30%, poderão aumentar os riscos de sofrer aquaplanagem) e ainda diminuir a velocidade durante a condução (para que os pneus tenham maior capacidade de também drenar a água).

Além disso, é recomendado que você jamais utilize os citados pneus carecas em seu veículo. Eles precisam estar com os sulcos (as características fissuras na banda de rodagem dos pneus) com profundidade de pelo menos 1,6 milímetro. Com profundidade abaixo disso, o pneu perde a capacidade de drenar a água, aumentando possibilidade de o veículo deslizar sob a pista.

carro-dicas-chuva-1 Dirigir na chuva - dicas

Conserve os limpadores de para-brisa

É fato que muitos motoristas se lembram dos limpadores de para-brisa somente em dias de chuva. Sendo assim, antes de períodos chuvosos o recomendado é que você avalie as condições dos limpadores do seu carro para que você não fique na mão. De acordo com o inciso XIX do artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir em dias de chuva sem acionar o limpador de para-brisa é infração de natureza grave, com cinco pontos na habilitação e multa de R$ 195,23.

Os limpadores de para-brisa costumam ter vida útil menor que os demais componentes do veículo pelo fato de que, em períodos mais secos, as borrachas acabam sofrendo danos por conta dos raios solares. Para aumentar a durabilidade de tal item, o indicado é (além de estacionar o seu veículo embaixo de sombras) limpa-lo periodicamente com um pano úmido e também acrescentar um aditivo de limpador no reservatório de água. Há ainda a opção de cristalização do para-brisa, que impede o acúmulo de água devido a uma película hidrofóbica no vidro.

Cuidado com a aquaplanagem

Conforme citamos no primeiro tópico, a aquaplanagem é um dos grandes “vilões” dos motoristas em dias de chuva. Trata-se de um fenômeno que está totalmente relacionado à velocidade, modo de condução e, sobretudo, aos pneus. Neste caso, os pneus perdem o contato com o asfalto e passam a trafegar sobre uma fina camada de água. Com isso, a aderência dos pneus é reduzida e aumenta a possibilidade da perda de controle da direção.

A situação fica ainda pior em velocidades mais altas. Rodando a 60 km/h, a área de contato do pneu com o solo fica menor e aumenta a possibilidade de aquaplanagem. Já a 80 km/h, a situação fica ainda pior e o motorista pode não conseguir controlar a direção.

Para evitar este fenômeno, outra dica é rodar sobre os rastros deixados pelos pneus dos carros que trafegam à frente. Neles, a concentração de água é menor. Entretanto, se o carro aquaplanar, não se desespere e não pise no freio. Tire o pé do acelerador, mantenha a trajetória e espere o carro parar sozinho.

carro-dicas-chuva-1 Dirigir na chuva - dicas

Utilize o farol baixo

Você provavelmente já tem isso como hábito, mas ainda assim vale ressaltar: priorize o farol baixo em dias de chuva, mesmo de dia. Os faróis de luz baixa contribuem para iluminar somente a pista, enquanto os faróis de luz alta podem atrapalhar a visão dos outros condutores e também refletir luz nas gotas de água, dificultando a sua própria visão. Fora isso, ao ligar o farol baixo, a lanterna é automaticamente ativada, contribuindo para que os motoristas que vêm atrás possam te localizar mesmo há uma distância maior.

Mantenha distância em relação aos demais veículos

Caso você seja um motorista recente, provavelmente deve se lembrar da regra dos dois segundos (ou três segundos em velocidades mais altas) passada pelo instrutor na autoescola. Basta observar o veículo da frente passando por algum ponto (como uma árvore ou placa de sinalização) e contar quantos segundos você demora para passar com o seu carro pelo mesmo ponto.

Entretanto, este intervalo não se aplica em dias de chuva. Você deve manter pelo menos cinco segundos entre o seu carro e o veículo da frente, mesmo que esteja trafegando em velocidade reduzida. Com isso, você consegue se precaver e evitar colisões frontais.

Evite trechos inundados

A não ser que você esteja dirigindo um veículo extremamente alto, jamais passe por trechos inundados. É bastante provável que o seu carro não consiga atravessar com uma certa profundidade de água e, assim, prejudicar o funcionamento do sistema de freios, interromper o funcionamento do motor ou até mesmo provocar danos maiores no conjunto mecânico. Fora isso, mesmo que a água esteja baixa, ela pode esconder alguns obstáculos como buracos profundos, que também podem prejudicar o veículo.

carro-dicas-chuva-1 Dirigir na chuva - dicas

Use o desembaçador dos vidros

Se o seu automóvel é equipado com ar-condicionado, é bastante provável que ele ofereça a função de desembaçador dos vidros. Isso pode acontecer mesmo sem chuva. No entanto, caso o seu veículo não ofereça tal equipamento, ligue o sistema de ventilação convencional ou abra ligeiramente o vidro da janela para promover a circulação do ar.

Fique atento aos pedestres

Para não ficarem ainda mais molhados, é normal que as pessoas corram para chegar longo ao seu destino. Sendo assim, os pedestres costumam andar sem muita atenção, atravessando ou trafegando nas proximidades de ruas, avenidas e pistas de rolamento. Sendo assim, cabe a você redobrar a atenção ao volante, dirigindo numa velocidade moderada, para evitar atropelamentos.

Além disso, fique atento aos seus arredores em relação aos próprios pedestres e também quanto a poças d’água. Caso você jogue água em um pedestre, poderá ser autuado com uma infração de natureza média, segundo o artigo 171 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Isso irá te render quatro pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 130,16.

© Noticias Automotivas. A notícia Dirigir na chuva – dicas é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.