DYD F3dm: O primeiro híbrido chinês


Sedã combina motor a combustão de 68 cv com elétrico de 102 cv

Thiago Vinholes

A China acaba de entrar no mapa de fabricantes de carros híbridos. O lançamento do BYD F3dm coloca o país na concorrência com modelos japoneses e norte-americanos, que vêm ganhando cada vez mais espaço com o aumento do preço dos combustíveis. A vantagem, por ser um produto chinês, obviamente é seu preço: 149.800 yuanes, algo em torno de R$ 52.845, o que lhe dá o título de carro híbrido mais barato do mundo.

O F3dm combina um motor a combustão de 68 cavalos com um elétrico de 102 cv, que podem funcionar de maneira individual ou conjunta, rendendo até 170 cv. Segundo a BYD, a velocidade máxima do carro é limitada em 150 km/h. Ainda não foram divulgados dados de consumo. A montadora chinesa divulga ainda que as baterias de lítio do modelo têm vida útil de até 4.000 recargas.
Fonte: Auto Esporte