Economia roda sem risco de inflação


Taxa de desemprego foi a menor desde 2002.

A queda do desemprego no Brasil não significa que a economia brasileira esteja muito aquecida ou que haja risco de aumento da inflação. A análise foi feita nesta quinta-feira, 21, pelo Ministro da Fazenda, Guido Mantega. Segundo o ministro, a economia estava muito aquecida no início do ano, mas agora “está rodando” em um nível satisfatório. “Desaqueceu. Tanto que a capacidade instalada diminuiu e os estoques aumentaram. Então, não há pressão inflacionária do ponto de vista da demanda ou do nível da atividade”.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que a taxa de desemprego de setembro, de 6,2%, foi a menor desde o início da série histórica, em 2002. Em setembro do ano passado, a taxa ficou em 7,7%, de acordo com os dados da Pesquisa Mensal de Emprego. A população desocupada em setembro ficou pela primeira vez abaixo de 1,5 milhão de pessoas, alcançando 1,48 milhão de pessoas.

Fonte: Daniel Lima, Agência Brasil

Fonte: Automotive Business