EcoSport 1.6 recebe opção automática

 Ford calibrou preços da novidade para enfrentar o Jeep Renegade
MÁRIO CURCIO, AB | De Bento Golçalves RS
O aumento da concorrência levou a Ford a mudar a linha EcoSport 2016. O carro tem agora opção de câmbio automático Powershift de seis marchas combinada a um motor 1.6 com até 131 cavalos. Antes dele, a caixa automática só era disponível na versão 2.0. A novidade está chegando à rede com preços apontados para o Jeep Renegade. O valor inicial cobrado pelo 1.6 SE Direct é de R$ 68.690, o mesmo de um Renegade de entrada com câmbio manual. O novo conjunto motor-câmbio do Ford está disponível em quatro opções. A mais completa, FreeStyle Plus, chega a R$ 80,3 mil, quase R$ 5 mil a menos que um Renegade automático com nível semelhante de equipamentos.O restante da linha EcoSport teve preços reduzidos por volta de 3%. “O que fizemos foi basicamente alinhar a tabela com os valores que a rede vinha praticando”, afirma o gerente de marketing da Ford, Oswaldo Ramos.O motor 1.6 adotado na nova opção é o mesmo que equipa Fiesta e Focus. Faz parte da família Sigma e tem como principal diferença daquele utilizado no EcoSport manual com até 115 cv o duplo comando variável para as válvulas de admissão e escape. Ambos são feitos em Taubaté SP.A transmissão Powershift vem do México. Com as novas versões, essa caixa deve tomar mais de 50% das vendas do EcoSport. “Até então a venda dos EcoSport automáticos estava em 30% a 40%”, estima a supervisora de produto Ana Salles. “Na faixa de R$ 75 mil a R$ 80 mil, somente 4% dos carros vendidos têm câmbio manual”, diz Ramos. Com o novo conjunto motor-câmbio, o EcoSport 1.6 automático recebe também o sistema de partida a frio fornecido pela Bosch, que pré-aquece o combustível e dispensa o tanquinho de gasolina. Desenho do EcoSport permanece igual, assim como interior. Câmbio automático sequencial tem seis marchas e está acoplado ao mesmo 1.6 de 131 cavalos utilizado no Fiesta e no FocusEntre os equipamentos de série do lançamento há piloto automático, controles eletrônicos de tração e estabilidade, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, central multimídia Sync com Applink, comando de voz, controles de áudio e de telefone no volante desde a versão SE Direct, a automática mais em conta. Por custar menos de R$ 70 mil, ela substitui a 2.0 SE Direct como opção aos portadores de necessidades especiais e frotistas. A 2.0 FreeStyle também sai de linha. SEGMENTO CONCORRIDO A participação dos utilitários esportivos compactos no País saltou de 4,4% para 9,7% entre outubro de 2014 e agosto de 2015. Desde o início do ano o EcoSport recebeu como novos concorrentes nacionais o Honda HR-V atual líder do segmento, o Jeep Renegade quarto colocado e o Peugeot 2008 décimo quinto. Além disso, o Renault Duster terceiro manteve preços competitivos e está na cola do EcoSport. O Ford conta no acumulado até setembro 26,3 mil unidades emplacadas, vantagem de menos de 700 carros sobre o Renault.Mas os concorrentes que mais preocupam a Ford são da Honda e da Jeep. “O HR-V chegou com preço mais baixo do que imaginávamos”, afirma o gerente de marketing Oswaldo Ramos. A atenção dada ao Renegade ficou evidente no posicionamento de preço das novas opções automáticas. Nos meses mais recentes o Jeep foi o segundo mais vendido atrás apenas do HR-V e no acumulado do ano já é o quarto mais emplacado, com 5,1 mil carros a menos que o terceiro colocado. Até o fim do ano estará fungando no cangote de EcoSport e Duster. DESEMPENHO ACEITÁVEL A nova opção 1.6 automática ficou boa mesmo em uso urbano e tráfego carregado, situações em que o 2.0 de 147 cavalos não faz tanta falta. Em estradas com trânsito livre ele também vai bem. Em trechos de serra, porém, é preciso passar o câmbio para a posição Sport e fazer as mudanças no modo sequencial, pelo botão na alavanca. Se o motorista tiver preguiça
Fonte: Automotive Business