Effa traz marca de luxo chinesa para o Brasil

Effa M100                                    M100 fica mais caro. Haffei picape           LF 620                                       LF 520
Modelos da Lifan chegam ano que vem; Effa M100 sobe para R$ 25.980

Alberto Cataldi

A chinesa Effa Motors está bem próxima da alemã BMW. Não na produção, mas no Salão, onde as marcas são vizinhas de estande. Mas não passa disso, como deixou claro na coletiva o diretor superintendente da marca no Brasil, José Geraldo Sampaio. “Nosso foco é preço, qualidade e eficiência”, disse, para apontar quais acredita ser os pontos fortes para manter competitividade.

A marca destaca no Salão o início da importação dos produtos Lifan. Também chinesa, a marca conta com carros mais sofisticados do que a Effa, com direito a tecnologias como duplo airbag e sensor de estacionamento.

M100 fica mais caro. Haffei picape reafirma atuação no segmento de veículos comerciais da marca

Os modelos são previstos para estarem no mercado nacional no primeiro semestre do ano que vem, mas não há previsão de preço para a gama, que incluirá o sedã LF 620 e os LF 520 e LF 520i, estes dois últimos nas versões sedã e hatch. “Acredito que seria competitivo se pudessemos vender entre R$ 35 mil e R$ 55 mil”, declara Sampaio, frisando que não pode especular um preço enquanto a crise financeira mundial não assentar. A expectativa é de atingir 150 carros por mês no Brasil até a metade de 2009, com toda a linha chinesa.

LF 620
A Effa chegou ao país neste ano com o M100, o carro mais barato do Brasil. O carrinho, inclusive, já passou por um facelift, que pode ser conferido no Salão. Ganhou modificações principalmente na frente, como a grade e as lanternas. Nada que vá torná-lo mais atraente para quem não gostava do seu visual. O preço, porém, ficou mais feio. Também sofrendo efeitos da alta do dólar, o M100 subiu para R$ 25.980.

LF 520
“Não acreditamos que seremos ‘big players’ no mercado, mas queremos ser ‘players’ eficientes”, aponta Sampaio. O desejo de estabelecer-se na América Latina já rende projetos interessantes, como uma fábrica para a Effa em fase de finalização no Uruguai, que passará a montar o M100 já no segundo semestre de 2009; além de uma unidade na Amazônia para a montagem dos utilitários da Haffei. O investimento está calculado em US$ 30 milhões.

Fonte: Auto Esporte