Elon Musk afirma que fábrica da Tesla sofreu sabotagem de funcionário

A Tesla se viu em meio a mais uma polêmica nesta semana. De acordo com as informações que foram divulgadas pela imprensa internacional, o presidente-executivo da empresa teria enviado uma série de mensagens internas os funcionários afirmando que um dos empregados da companhia teria sabotado a companhia.

Elon Musk afirma que fábrica da Tesla sofreu sabotagem de funcionário

Nas palavras do próprio CEO, o funcionário teria promovido uma “extensa e danosa sabotagem” ao ter feito uma série de mudanças consideradas críticas nos códigos de programação do sistema de produção dos carros da Tesla. Além disso, essa mesma pessoa também teria repassado uma série de informações sigilosas para concorrentes.

As mensagens que foram enviadas pelo CEO para os funcionários da empresa foram obtidas pela Reuters. Ao longo do texto, Musk afirma que o caso de sabotagem teria sido descoberto durante o final de semana, e que o suposto sabotador ainda não tinha sido identificado. “A extensão completa de suas ações ainda não são claras, mas o que ele admitiu até agora ter feito é muito ruim”, escreveu o executivo.

Elon Musk afirma que fábrica da Tesla sofreu sabotagem de funcionário

“Como vocês sabem, uma longa lista de organizações querem que a Tesla morra”, disse Musk no email, afirmando que a relação inclui investidores em Wall Street, companhias petrolíferas e montadoras rivais de veículos. Ele não citou nome de nenhuma empresa. A motivação declarada dele é que ele queria uma promoção que não recebeu”, afirmou Musk.

Ainda não ficou claro como o CEO da empresa ficou sabendo as motivações do possível sabotador sem conseguir identificar o mesmo, mas o conteúdo da mensagem dá a entender que ele ainda está atuando dentro da companhia.

Incêndio

Além disso, no mesmo dia, Musk enviou outro e-mail para os funcionários relatando um “pequeno incêndio” ocorrido em uma instalação da Tesla no domingo. Esta mensagem também foi obtida pela Reuters. O incidente teria acontecido na área de carroceria, e que não teria ocorrido danos significativos ou feridos.

Musk encerra o e-mail pedido para que os funcionários “fiquem alertas sobre qualquer coisa que não esteja entre os melhores interesses da nossa companhia”.

Vale lembrar que, na semana passada, o CEO da empresa anunciou a demissão de 9% do total de colaboradores da Tesla.