Estados Unidos dão a volta por cima com recorde de vendas de veículos

 Mercado somou 17,4 milhões de unidades, com alta de 5,7% sobre 2014REDAÇÃO ABAs fabricantes de veículos voltaram os olhos para o mercado do Estados Unidos, que alcançou em 2015 o maior volume histórico de vendas. Foram impressionantes 17,4 milhões de veículos leves, crescimento de 5,7% na comparação com o já forte resultado de 2014. Os dados são da consultoria Focus2Move, que enfatiza o fato de o marco acontecer apenas seis anos após a indústria da região ter alcançado seu patamar mais baixo, de 10,4 milhões de carros em 2010. A empresa destaca que, na época, quando o governo dos Estados Unidos precisou resgatar a General Motors e a Chrysler ao comprar participação nas companhias, seria difícil prever recuperação tão rápida. O combustível para tal evolução, indica a Focus2Move, foi meramente a expansão da economia, já que a indústria automotiva não contou com incentivos governamentais no período. O PIB do País em 2015 deve alcançar o maior patamar de crescimento do período posterior à crise econômica iniciada em setembro de 2008. A demanda e a competição no mercado seguiram o curso natural ao longo do ano passado, algo que deve se repetir em 2016 com grande possibilidade de novo crescimento, segundo informações da consultoria. MARCAS BATEM RECORDES Com performance recorde, os Estados Unidos foram o equilíbrio para os negócios globais de diversas montadoras, que acumulam perdas em países emergentes, como Rússia e Brasil, e administram o ritmo lento de mercados importantes como a Europa e a China. Nada menos do que 14 fabricantes de veículos registraram o melhor volume histórico em seus negócios no país no ano passado. A Ford, marca líder de mercado nos Estados Unidos, vendeu 2,5 milhões de veículos, impulsionada pela demanda forte pela Série F, e desbancou Chevrolet, que entregou 2,1 milhões de carros, e a Toyota, cujos emplacamentos somaram 2 milhões de unidades. A Honda foi a quarta marca mais vendida, com 1,4 milhões de veículos. Atrás dela aparece a Nissan, que negociou 1,35 milhão de carros em 2015. A sexta posição do ranking de marcas mais vendidas do País é ocupada pela Jeep. Assim como acontece no Brasil, a empresa faz ofensiva no mercado norte-americano como parte de seu plano de expansão global. O resultado disso é a alta de 24,9% nas vendas nos Estados Unidos no ano passado, para o recorde de 865 mil veículos. Foi o maior crescimento de vendas anotado entre as marcas que atuam no país. As coreanas Hyundai e Kia também estão bem posicionadas no mercado da região, em sétimo e oitavo lugares, respectivamente. Atrás destas marcas aparece a japonesa Subaru, com 582,6 mil carros vendidos. Já a BMW alcançou pelo quarto ano consecutivo o posto de número um do segmento premium, com 346 mil carros. A demanda por modelos de luxo avança de maneira robusta, com crescimento de 8% em 2015, chegando a 2 milhões de veículos pela primeira vez na história. FABRICANTES O ranking das maiores fabricantes de veículos foi liderado pela General Motors que, com todas as marcas de seu portfólio, vendeu mais de 3 milhões de carros nos Estados Unidos em 2015. A segunda maior montadora foi a Toyota, com 2,5 milhões de unidades, seguida pela Ford, com 2,6 milhões de veículos, pela FCA, com 2,2 milhões de emplacamentos, e pela Honda, que entregou 1,5 milhão de carros aos clientes da região.
Fonte: Automotive Business