EUA sugerem multa máxima para a Toyota


O secretário dos transportes dos Estados Unidos, Ray LaHood, sugeriu que a Toyota pague multa de US$ 16,4 milhões, a mais alta possível, por não alertar sobre os defeitos de fabricação nos veículos. Segundo o governo, a montadora violou a lei ao tentar ocultar a possibilidade dos automóveis de acelerar subitamente.

A companhia é acusada de esperar quatro meses para anunciar os recalls após saber dos problemas em mais de oito milhões de unidades. A lei norte-americana impõe que os consertos devem ser informados em até cinco dias úteis.

Coreia do Sul

A penalização da montadora nos Estados Unidos acontece no mesmo momento em que a Toyota anuncia um novo recall por possibilidade do tapete dos veículos interferir no desempenho do pedal do acelerador.

Dessa vez são os modelos Lexus ES350, Camry e Camry Hibridus vendidos na Coreia do Sul que devem receber reparos. O recall afeta 12.984 veículos, cerca de um quarto das vendas da montadora no país entre janeiro de 2001 e março de 2010.

Fonte: Automotive News

Fonte: Automotive Business