Ex-CEO da Opel vai para o Grupo Volkswagen

 Thomas Sedran vai liderar a área de estratégia da companhia alemã
REDAÇÃO AB
O Grupo Volkswagen anuncia a contratação de Thomas Sedran como chefe de estratégia da companhia. Ele traz a experiência adquirida na General Motors, onde foi responsável pela reestruturação das operações na Europa. Esta é a segunda grande contratação da organização alemã desde o início do dieselgate, crise causada pela fraude em motores a diesel para burlar a legislação de emissões em diversos países, incluindo o Brasil. A primeira profissional de peso a ir para o Grupo Volkswagen após o escândalo foi Christine Hohmann-Dennhardt, que era chefe jurídica da Daimler e chegou para ocupar uma nova função no conselho de administração da empresa: integridade e assuntos legais. A atração de profissionais de grande credibilidade da indústria marca o início do movimento da Volkswagen para sair da crise que fez a empresa perder um quarto de seu valor de mercado. Sedran foi CEO interino da Opel entre 2012 e 2013. Em seguida assumiu a presidência da marca Chevrolet na Europa. Em sua passagem pelas marcas da GM ele reestruturou a presença da companhia na Europa e criou o plano “Drive Opel 2022”, em curso atualmente. O projeto pretende conter as perdas da empresa e coloca-la novamente no curso de crescimento. A carreira do executivo conta ainda com passagens por consultorias como Accenture, Roland Berger e AlixPartners. Com isso, Sedran é reconhecido por sua grande experiência na reestruturação de companhias do setor automotivo. O executivo alemão começa as atividades no Grupo Volkswagen no próximo 1º de novembro, reportando-se diretamente ao SEO Matthias Müller. O desafio será grande. A empresa precisa rever a estratégia para os próximos anos para que consiga sustentar sua presença de mercado mesmo com as despesas estimadas em € 30 bilhões que deve ter por causa da fraude, entre recalls e processos.
Fonte: Automotive Business