F800 Style Concept: o Mercedão do futuro


Uma proposta ousada da Mercedes-Benz: com os olhos no futuro, a marca alemã projetou o F800 Style Concept, um carrão (com mais de 5,1 metros de comprimento), reunindo itens de alto luxo e performance com uma proposta de propulsão por célula de hidrogênio. O carro é uma antevisão do futuro próximo dos automóveis de luxo.

Uma das características do projeto foi utilizar componentes que já estão em fase desenvolvimento pela Mercedes. O F800 deverá apresentar baixo índice de emissões (68 gramas/km) e performance à altura da categoria. O motor é um V6 a gasolina com 300 hp com injeção direta e um auxiliar elétrico com 109 hp. As baterias de lítio podem ser recarregadas tanto numa tomada caseira como em estações especiais em lugares públicos.

Na cidade, o F800 poderá rodar apenas com eletricidade, reduzindo a emissão de gases a zero, por até 29 quilômetros. Na média, o consumo de combustível, pelas normas européias, deverá ficar em torno de 30 km/l. Nem por isso o desempenho será sacrificado: o carro vai de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e atinge 250 km/h. Usando apenas o motor elétrico, a velocidade máxima é de 120 km/h – mais do que suficiente para qualquer cidade do mundo.

Com tração traseira, o carro tem o motor elétrico instalado junto ao eixo posterior, enquanto as células de combustível ficam na dianteira. As baterias são posicionadas atrás do banco traseiro.

Tela revolucionária – A maioria dos comandos do F800 Style Concept está concentrada numa nova tela sensível ao toque posicionada no console central. O dispositivo trabalha associado a uma câmera que registra imagens da mão do usuário enquanto ele utiliza o sistema e a apresenta, de forma transparente, no display central acima do console. O motorista pode assim ver o contorno de seus dedos percorrendo as imagens sem escondê-las, o que facilita a operação. Além disso, ao pressionar a tela para executar algum comando o usuário irá sentir uma reação semelhante à pressão de uma tecla de laptop.

A tela é capaz de reconhecer vários movimentos dos dedos sobre a superfície, como virar páginas, empurrar ou aproximar objetos. Mas a principal qualidade da tela com câmera é diminuir o risco de distração do motorista, dispensando que desvie o olhar para o console toda a vez que precisar operá-la.

Mapa da autonomia – Outra inovação é a possibilidade do motorista ver a autonomia disponível das baterias sobre um mapa em que o carro é posicionado por GPS no centro de um círculo indicando até onde pode chegar usando apenas a eletricidade.

Um sistema que deverá ser muito apreciado pelos usuários em grandes cidades é o Traffic Jam Assist, ou “Assistente de Engarrafamentos”. Em trânsito pesado e a velocidades até 40 km/h, ele pode assumir totalmente o comando do carro, mantendo a distância tanto em relação ao carro que vai à frente como aos que circulam nas pistas ao lado. O motorista pode relaxar e apenas manter as mãos no volante, que se movimenta sozinho. Quando o fluxo acelera, o sistema gradualmente se desativa e o condutor reassume o controle.

Portas traseiras – Outra particularidade é a concepção das portas traseiras que, quando abertas, deslizam para trás, facilitando a entrada e saída dos passageiros. O carro não tem coluna central.

As linhas do F800 são bastante definidas e “musculosas” e podem até desagradar a alguns fãs de modelos mais clássicos da marca. O design é marcado pela grande distância entre os eixos e os balanços dianteiro e traseiro bastante curtos, o que proporciona maior espaço interno.

O interior, logicamente, se caracteriza pelo luxo e conforto. Novos assentos, com estruturas em magnésio e fibra de carbono são revestidos de material de alta resistência e tem detalhes em madeira genuína, material também usado no console central, nas portas e frente ao motorista. Os elementos de madeira são feitos de um fino laminado, moldado sobre núcleos de alumínio, garantindo maior leveza e segurança em caso de colisão.

Fonte: Auto Estrada