Fábricas paradas no Japão provocam corrida às revendas americanas


Os efeitos do terremoto sobre a indústria japonesa estão sacudindo o mercado automobilístico americano. A possibilidade de falta temporária de determinados carros produzidos apenas no Japão está provocando uma corrida de consumidores às revendas, em busca dos modelos mais populares.
O híbrido Prius, da Toyota, e o Honda Fit são os carros mais afetados pela brusca elevação na demanda. Revendedores das duas marcas afirmam que seus estoques estão praticamente zerados e que a previsão de recebimento de novas unidades em curto prazo é bastante baixa. As entregas previstas para março e abril estão atrasadas e a Honda não está aceitando pedidos de sua rede para o mês de maio.

Nas concessionárias, praticamente só existem ainda modelos topo de linha, totalmente equipados e com preços bem acima da média dos mais vendidos. A falta de carros novos está se refletindo também no preço dos usados: o valor de um Prius seminovo aumentou cerca de US$ 1.500 nas últimas semanas.

Paralelamente, a situação pode beneficiar consumidores que estão pagando as últimas parcelas de operações de leasing e pretendem trocar seus carros. Segundo analistas, caso consigam encontrar os modelos que desejam, eles poderão fazer bons negócios, pois muitas revendas estão ansiosas devido à falta de carros usados em seus pátios. Muitos desses compradores vão ganhar ainda mais por terem adquirido seus carros durante o auge da crise financeira, quando as concessionárias rebaixaram o valor residual a ser pago no final da operação para níveis bem inferiores aos normais.

JM

Fonte: Auto Estrada