Fenabrave espera crescimento de 4,2% em 2009

Apesar da crise, concessionários demonstram otimismo

THIAGO VINHOLES

Em coletiva realizada na manhã desta terça (6/1), a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) apontou suas expectativas para a indústria automobilística neste ano. Segundo a entidade, a venda de carros e comerciais leves deve crescer 4,2% em 2009, atingindo quase 2,8 milhões de unidades. Esse número se manterá caso o governo mantenha a redução de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) apenas até o dia 31 de março. Caso essa redução se prolongue, a projeção poderá ser maior.

Em 2008, a Fenabrave registrou uma evolução de 11,04% apenas na venda de automóveis. Se forem somados os comerciais leves, o crescimento é de 14,06%. A crise econômica mundial começou afetar o setor automotivo em meados de setembro, quando as bolsas começaram a demonstrar instabilidade e o dólar subiu. Em função disso, o mercado não deve apresentar crescimento semelhante ao de 2008 neste ano, algo que a Fenabrave apontaria como “incrível”.

Em 2008 foram vendidos 2.195.499 de automóveis. A federação ainda acredita que as montadoras nacionais não devem demitir funcionários neste período de instabilidade, já que tiveram um logo período de capitalização entre 2005 e 2007. (com Ricardo Tadeu).
Fonte: Auto Esporte