Financeira da GM perderá exclusividade para financiar carros da montadora

da Folha Online

O GMAC –braço financeiro da General Motors– não terá mais exclusividade no financiamento com taxas reduzidas para a aquisição de veículos da montadora, segundo o acordo que foi feito para que se torne um banco comercial e possa receber ajuda financeira do governo norte-americano.

A financeira divulgou na manhã de hoje os termos do acordo com a SEC (Securities and Exchange Commission, a CVM norte-americana). O governo federal será dono de 5 milhões de ações da empresa em troca dos US$ 5 bilhões que dará a ela para que não entre em concordata.

No comunicado, o GMAC informou que nos próximos dois anos a GM abrirá a possibilidade de outras financeiras fazerem financiamentos de baixo custo –como os de juros zero que a GMAC pretende realizar.

O acordo ainda impede que o GMAC ofereça financiamentos por leasing (arrendamento mercantil) e dá ao governo a preferência por 10 anos para comprar mais 250.000 mil ações da empresa.

O objetivo das medidas é tentar vender mais veículos da GM, que passa por sérios problemas financeiros, pois o GMAC não teria condições de realizar todos os financiamentos depois que sua capacidade de empréstimo foi reduzida pela crise financeira global.

O GMAC pertence atualmente ao fundo de investimentos Cerberus (51%) –que também é o sócio principal da montadora Chrysler– e à GM (49%).

Fonte: Folha online