Ford, com prejuizo global de US$ 14,6 bi, teve lucro no Brasil

Foi pior do que se esperava. A Ford anunciou um prejuízo global recorde de US$ 14,6 bilhões em 2008 (US$ 2,7 bilhões em 2007 e US$ 12,6 em 2006), dos quais US$ 5,9 bilhões foram registrados no último trimestre do ano. A receita no quarto trimestre caiu para US$ 29,2 bilhões, com uma queda de 36% em relação ao mesmo período de 2007.

A companhia terminou 2008 com reservas de US$ 24 bilhões (grande parte proveniente de empréstimos), e acredita ter um nível de liquidez satisfatório. A Ford espera escapar da crise global sem recorrer ao socorro do Tesouro norte-americano. Manifestando preocupação com a instabilidade dos mercados de capitais, a Ford revelou ontem, 29, que vai sacar US$ 10,1 bilhões de suas linhas de crédito.

As operações automotivas tiveram uma perda de US$ 3,3 bilhões, antes dos impostos, no quarto trimestre do ano passado, incluindo US$ 1,9 bilhão na América do Norte e US$ 330 milhões na Europa.

Segundo dados publicados no Estadão de hoje, 30, a Ford teve lucro recorde de US$ 1,23 bilhão na América do Sul em 2008 nas operações com automóveis, onde o Brasil responde por 60% dos negócios da marca.

No comunicado distribuído ontem a Ford destaca que houve avanços nas operações da empresa, com a redução de custos na área automotiva de US$ 1,4 bilhão no quarto trimestre e de US$ 4,4 bilhões ao longo de 2008, em relação aos níveis de um ano atrás. Os estoques globais nos distribuidores foram reduzidos em mais de 50 mil veículos, em relação ao terceiro trimestre. A marca ganhou participação na Europa em 2008 e nos Estados Unidos no quarto trimestre.

Em negociações com o sindicato dos trabalhadores, a empresa conseguiu cancelar os efeitos do banco de empregos, que garantia salários ao pessoal depois da dispensa.

A Ford Credit também confirmou um prejuízo de US$ 1,5 bilhão no ano passado, depois de ter obtido lucro de US$ 775 milhões em 2007, e iniciou a dispensa de 1.200 pessoas, ou 20% de seus postos de trabalho.

Fonte: Automotive Business