Ford perdeu US$ 1,4 bi no trimestre. Lucro, só na América do Sul.

A Ford registrou perda de US$ 1,4 bilhão no primeiro trimestre do ano e utilizou US$ 3,7 bilhões de suas reservas. O resultado indica que a empresa começa a controlar a perda de caixa, já que no último trimestre de 2008 havia queimado US$ 7,2 bilhões das reservas.

Alan Mulally, CEO da companhia, disse que o balanço ainda reflete as enormes dificuldades no mercado automotivo global. A receita foi de US$ 24,8 bilhões, com uma queda expressiva em relação aos US$ 39,2 bilhões obtidos no mesmo período de 2008, quando a montadora teve lucro de R$ 70 milhões.

O executivo afirmou que os planos de recuperação da Ford estão funcionando e enfatizou que é importante no momento assegurar a viabilidade da cadeia de suprimentos para garantir que as linhas de produção sejam abastecidas regularmente.

A Ford, ao contrário de GM e Chrysler, decidiu preservar sua independência nas decisões e não recorreu a empréstimos do governo norte-americano para custear suas operações.

As operações automotivas da Ford deixaram um prejuízo de US$ 1,9 bilhão antes dos impostos. A operação na América do Norte perdeu US$ 637 milhões e a européia US$ US$ 500 milhões e a asiática, somada à africana, de US$ 96 milhões.

A Ford obteve lucro apenas na América do Sul, que somou US$ 63 milhões.

Fontes: Automotive News e Detroit News.
Fonte: Automotive Business