Ford revigora Lincoln após fechar Mercury


Marca passará por modernização.

Redação AB

Matéria publicada pelo Wall Street Journal e reproduzida pelo portal da Fenabrave indica que a Ford quer modernizar e fazer da Lincoln uma marca de luxo internacional. Em entrevista no Salão do Automóvel de Paris, o presidente da Ford, Alan Mulally disse que a recuperação da Lincoln no mercado americano deve demorar quatro a cinco anos, e depois os veículos serão oferecidos em outros mercados, como o chinês.

Segundo o jornal, a importância da Lincoln aumenta agora que a Ford decidiu eliminar a Mercury, sua marca americana criada em 1939 e cujas vendas estão em queda há anos. A Ford anunciou alguns meses atrás que vai parar de fabricar a Mercury até o fim do ano.

Fonte: Automotive Business