Gasolina é quase de graça, mas faltam carros

Apesar de serem privilegiados com a gasolina mais barata do mundo – irrisórios US$ 0,046 por litro –, os venezuelanos precisam cruzar os dedos para ter sorte e conseguir um automóvel novo. Resignar-se a listas de espera entre três e nove meses ou abrir mão da escolha da cor são alguns dos obstáculos enfrentados por aqueles que desejam adquirir um carro zero quilômetro na Venezuela. “Visitei uma dezena de concessionárias em Caracas no último mês e em todas obtive a mesma resposta: Desculpe, no momento não temos nenhuma unidade para venda”, disse Alberto Juncal, que procura um carro novo. “Existem listas de até 5 mil pessoas aguardando por um veículo”, confirmou um vendedor. Após registrar um recorde de 491.899 carros novos vendidos em 2007, as vendas de veículos na Venezuela recuaram em mais de um terço (-35,8%) entre janeiro e agosto de 2008, frente ao mesmo período do ano anterior. Em 2007, quase 70% dos carros vendidos foram importados. “Foram limitados a 91 mil licenças de importações para impulsionar o setor local e, às vezes, as companhias aprovam planos para expandir a produção para cerca de 230 mil unidades”, explicou o presidente da Cámara Automotriz de Venezuela (Cavenez), William Paz Castillo. (Gazeta Mercantil)
http://www.gazetamercantil.com.br
Fonte: Boletim Autodata