Ghosn, preocupado com a crise, anuncia carro elétrico

O brasileiro Carlos Ghosn, presidente da Renault Nissan, admitiu preocupação com a gravidade da crise internacional e afirmou que os Estados Unidos e todos os demais países estão em situação séria. “O fluxo de crédito está longe do normal, a recessão se alastra e todos serão afetados”, advertiu. Ele lembrou que outubro foi o pior mês para a venda de automóveis nos Estados Unidos nos últimos 25 anos e afirmou que será necessário adaptar-se e inovar para sair da tempestade. Durante a inauguração do Salão do Automóvel de Los Angeles, o segundo mais importante dos Estados Unidos depois do evento de Detroit (que será em janeiro) ele anunciou que a Renault-Nissan espera entregar seus primeiros carros elétricos no país em 2010 e desenvolver uma rede de postos para recarga de carros elétricos no estado do Oregon. As informações são do Investnews (21 de novembro).
Fonte: Automotive Business