GM cria organização regional para atender a América do Sul

Jaime Ardila assume a GM América do Sul
GM América do Sul terá sede em SP e será liderada por Jaime Ardila.
Nos primeiros cinco meses do ano, a GM vendeu 394 mil veículos na região.

Do G1, em São Paulo

(Foto: Divulgação)A General Motors anunciou, nesta terça-feira (22), a criação de uma nova organização regional para atender a demanda dos clientes na América do Sul. A GM América do Sul terá sede em São Paulo e será liderada por Jaime Ardila, atual presidente e diretor geral da GM Mercosul.

Assim, Ardila torna-se presidente da GM América do Sul e se reportará ao Chairman e CEO da GM, Ed Whitacre. Como membro do Comitê Executivo e presidente regional, Ardila torna-se o sulamericano com o mais elevado posto na companhia.

“A prioridade número um do Jaime é garantir o melhor para nossos clientes nesta importante região em crescimento,” disse Whitacre, durante o anúncio. Nos primeiros cinco meses do ano, a GM vendeu 394 mil veículos na América do Sul e a participação no mercado chegou a 20%.

A GM América do Sul inclui as operações industriais e comerciais no Brasil, Argentina, Colômbia, Equador e Venezuela, assim como as atividades de vendas naqueles países e na Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai. Assim, conta hoje com 29 mil empregados.

“A equipe da GM Operações Internacionais tem realizado um excelente trabalho expandindo a nossa presença global”, disse Whitacre. “Entretanto, com o crescimento rápido dos mercados na Ásia, Oriente Médio e Rússia, precisamos que o time da GMIO concentre-se exclusivamente nesses países, que são cruciais para nosso crescimento”.

“Este é um desenvolvimento importante para nossa equipe na América do Sul,” disse Ardila, ao ser promovido.

Fonte: G1 Globo Online