GM deve fechar fábricas por dois meses nos EUA, diz WSJ

Agência Estado/Agências Internacionais – 23/4/2009 – 10h28

SÃO PAULO – A General Motors planeja fechar a maioria de suas fábricas nos Estados Unidos por um período de dois meses durante o verão com o objetivo de reduzir custos e produção, de acordo com fonte próxima à questão ouvida pelo The Wall Street Journal. No Japão, Toyota, Honda e Nissan decidiram cortar a produção em 40% para diminuir os estoques.

A montadora geralmente fecha suas fábricas por duas semanas durante o verão (julho a setembro no Hemisfério Norte). Os funcionários membros do sindicato da categoria, o United Auto Workers, recebem a maior parte do pagamento mesmo durante a suspensão da produção. Uma porta-voz da companhia não quis confirmar ou negar o fechamento temporário das fábricas. A montadora já fechou suas unidades por um mês no período do Natal.

Um hiato de dois meses seria um dos mais longos das últimas décadas na GM e pode reduzir ainda mais a receita da companhia, que tem procurado reestruturar suas operações. As vendas da montadora chegaram a cair 50% em alguns dos últimos meses. Seus estoques de veículos chegaram a 113 dias e os de caminhões a 123 dias em 31 de março, de acordo com o Ward Automotive Reports.

Na quarta-feira (22), o Journal informou que o diretor financeiro da General Motors, Ray Young, afirmou que a companhia não planeja fazer o pagamento de US$ 1 bilhão em dívida que vence em 1º de junho, mesmo prazo que a montadora tem para apresentar um plano de viabilidade ao governo dos EUA a fim de receber mais recursos e garantir sua sobrevivência

Fonte: Diário do Comércio