GM perde dinheiro com a venda das ações da PSA

Ativos se desvalorizaram em 23%

Após 21 meses apenas, a General Motors comercializou as ações que detinha da PSA Peugeot-Citroën. A medida foi tomada após os franceses costurarem um acordo com a chinesa DongFeng, o que renderá ativos dos europeus aos asiáticos. A GM, que já havia rechaçado negociar com asiáticos anteriormente, quando da venda de Saab e Hummer, decidiu vender os 7% que possuía. Apesar de ter se desfeito dos papéis em menos de dois anos, a gigante de Detroit perdeu uma quantia considerável.

Em março de 2012, a GM anunciou a aquisição de 7% da PSA. Apesar de não terem oficializado valores, na época se falou em um negócio envolvendo € 325 milhões, equivalente hoje a R$ 1,06 bilhão – ou a R$ 744,3 milhões na época. Hoje se confirma a venda dos ativos por € 250 milhões R$ 814 milhões, valor 23% menor.

Apesar disso, GM e PSA confirmam que alguns acordos de cooperação serão mantidos, tanto a respeito de desenvolvimento de produtos quanto de compartilhamento de fábricas.

Texto: Matheus Q. Pera

 

Fonte: Auto Diário