GM quer vender 5 milhões de carros na China até 2015


Montadora já comercializou mais de 2 milhões de veículos no país.
A marca fez parcerias para desenvolver modelo exclusivo.

Do G1, em São Paulo, com informações de agências internacionais

imprimir A General Motors afirmou nesta segunda-feira (18) que pretende dobrar o número de carros vendidos no mercado chinês até 2015. Segundo Kevin Wale, presidente do grupo GM na China, a montadora pretende comercializar cerca de 5 milhões de carros nos próximos quatro anos. Até agora, segundo a marca, foram vendidos mais de 2,35 milhões de veículos no país.

“Nós vamos atingir esta marca com novos produtos, além de concentrar os esforços nos carros de luxo e nos veículos comerciais”, afirmou Wale. Ainda de acordo com o executivo, a GM pretende construir um estúdio de design, laboratórios e uma fábrica para a produção de carros híbridos.

O Baojun 630 é resultado de uma parceria da GM com empresas chinesas (Foto: Divulgação/GM)saiba mais

GM começa a produção de carros da nova marca Baojun, na ChinaVendas da GM na China crescem 28,8% em 2010Em novembro do ano passado, a GM já havia anunciado o início da produção dos carros da nova marca Baojun, junto às parceiras chinesas SAIC Motor e Liuzhou Wuling.

O sedã Baojun 630 deve marcar a estreia da joint-venture entre os americanos (que tem 34% do controle) e chineses. O carro será apresentado no Salão de Xangai, que abre nesta terça-feira (18) apenas para a imprensa.

O carro com motor 1.5 deve custar a partir de US$ 10 mil (cerca de R$ 15.950) e foi projetado para os jovens chineses. O sedã será vendido na rede de 150 concessionárias espalhadas pelo país. De forma geral, as outras montadoras que já estão na China, tiveram um aumento de vendas de 32% em 2010, com mais de 18 milhões de carros vendidos.

Fonte: G1 Globo Online