GM recebe segunda parte do empréstimo

Parcela de US$ 5,4 bilhões havia sido atrasada devido à posse de Obama

A GM anunciou que recebeu nessa quarta-feira (21) a segunda parte do empréstimo concedido pelo Tesouro americano para a sua recuperação. A parcela no valor de US$ 5,4 bilhões (R$ 12,6 bilhões) deveria ter sido entregue na sexta-feira passada (16), mas sua liberação foi adiada em função da concentração da máquina pública com a posse do presidente Barack Obama.

Resta agora à montadora receber os últimos US$ 4 bilhões (R$ 9,32 bilhões) dos US$ 13,4 bilhões (R$ 31,2 bilhões) previstos pelo governo, o que está programado para 17 de fevereiro. Para obter a terceira parte do pacote a GM terá de provar que é uma empresa viável e atender às condições estabelecidas em dezembro para que obtivesse a ajuda.

Para isso, a GM revelou que vai priorizar suas quatro marcas mais lucrativas nos Estados Unidos (Chevrolet, Buick, Cadillac e GMC), que representam 83% do volume de vendas da General Motors nos EUA. A estratégia foi anunciada pelo presidente e diretor de operações da montadora, Fritz Henderson, que negou, no entanto, que as demais marcas possam ser vendidas ou extintas.

A GM tem até 31 de março para implementar as medidas exigidas pelo governo, como acordos com fornecedores e sindicatos e a redução de custos operacionais e trabalhistas.

Felipe Tau

Fonte: Terra Carro online